O tratamento oncológico em cães e gatos com drogas quimioterápicas é uma prática de poucos anos na medicina veterinária. O médico veterinário deve conhecer os riscos que a manipulação destes produtos pode conferir para a saúde.

O uso de equipamentos de proteção individual além de locais próprios (como, por exemplo, serviços que possuem fluxo laminar classe II B2) conferem segurança tanto para o profissional veterinário e sua equipe como também para os funcionários que trabalham no local.

Para maiores informações segue link (clique aqui) publicado na Revista Clínica Veterinária em 2012.